27.2.11

Quando a saudade vem, os versos saem!

Sinto saudades de você,
da tua pele macia,
do beijo suave,

do teu cheiro,

do teu cabelo cacheado,
das tuas mãos deslizando em meu corpo,
tua voz,
sussurrando em meu ouvido.
Sinto falta dos seus pés
entrelaçados aos meus.
Sinto um vazio no meu colo, lembrando-me de você deitado nele, parecendo um menino!
Sendo um menino!

Meu menino!
Ah! Querido, juras de amor em frente à Iemanjá.

Foi alma, corpo e coração!

Que saudade de você!

Você inteiro!
Este homem com alma de criança!

Por você eu seria capaz de esperar a nossa liberdade chegar, e pode ser que ela nunca chegue.

Queira vê-lo, e quem sabe toca-lo?

E ser feliz em teus braços ao menos mais uma vez na vida!
Eu vou segurar forte a sua mão, e nunca vou lhe deixar cair! ♥


2 comentários:

Dani santana disse...

Ahhh Juhjuh! *__*
Sim,sim...Quem não trocaria um
dia da vida pra tá perto de quem faz
a vida valer a pena? Bem, creio que todos
nós!
Muitoo lindoo! amei!

Juh Meireles disse...

É verdade Dani...
Oh! Esses versos foram inspirados na nossa conversa de ontem... Lembra? rs

Obrigada Dani!!!